➡️ Marcha a ré

Leitura: Êxodo 13.17-22

“Se eles se defrontarem com a guerra, talvez se arrependam e voltem para o Egito” (Êx 13.17).

Moisés tirou o povo do Egito e a viagem apenas começava. A expectativa era grande. Depois de 400 anos de cativeiro, uma verdadeira queda-de-braço com o Faraó, e o povo estava livre rumo à Terra Prometida. Deus cumprira sua promessa de libertação. Quando saíram, não os guiou pelo caminho mais curto passando pela terra dos filisteus. Deram a volta pelo deserto seguindo o caminho que leva ao Mar Vermelho. Deus disse “Se eles se defrontarem com a guerra, talvez se arrependam e voltem para o Egito” (13.17). Os filisteus, povo guerreiro e forte, representavam uma ameaça aos hebreus.

Deus sabe que desejamos Suas bênçãos, mas nem sempre estamos dispostos a arcar com as consequências de Sua companhia. Somos capazes de “sentir saudades do Egito” do que enfrentar as dificuldades, desejando voltar à nossa vida velha do que seguir em frente para a Terra Prometida. Andar com Deus implica em enfrentar inimigos à nossa frente, transpor desafios, vencer barreiras. Quantos não sofrem por causa de Cristo? Quem sabe, a esposa que lida com seu marido não-cristão; profissionais preteridos em suas atividades por recusarem participar de negócios ilícitos; jovens que recusam andar de acordo com a filosofia do mundo e são ridicularizados por isto?

Desistir da fé é a pior decisão. Quem anda com Deus não pode pensar em desistir. Jesus disse “Ninguém que põe a mão no arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus” (Lc 9.62). A ordem é seguir em frente. Confiar em Deus e olhar para a frente. Afinal, a Terra Prometida está na frente e não atrás.

As dificuldades na vida cristã são exercícios de fortalecimento espiritual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *